Sondagem: Saúde personalizada pode reduzir erros médicos

domingo, 26 de setembro de 2010

80% por cento dos que responderam a uma sondagem realizada* pelo serviço noticioso Science|Business e o Instituto Karolinska acreditam que a Saúde Personalizada pode reduzir os erros médicos; porém, problemas financeiros, técnicos e regulamentares estão bloqueando alcançar-se essa realidade.

Os resultados demonstraram que, apesar do consenso entre os profissionais de que a Saúde Personalizada iria melhorar a segurança do paciente e economizar dinheiro no longo prazo, o pensamento e acções de curto prazo em matéria de investimento e regulação estão a atrasar o progresso.

Benefícios

  • 80% dos entrevistados acreditam que a Saúde Personalizada irá reduzir os erros médicos
  • 64% acreditam que melhores resultados médicos (outcome) como um dos principais benefícios da Saúde Personalizada
  • 46% acham que os gastos totais de saúde serão reduzidos em abordagens de saúde personalizadas, a longo prazo (15 anos), mas prevê um aumento de 58% a curto prazo durante os próximos cinco anos.

Obstáculos ao desenvolvimento:

  • Mais de 60% concordam que a ausência de orientações claras de regulação está a provocar um atraso na autorização de comercialização de produtos de saúde e serviços personalizados.
  • 45% acham que há barreiras muito significativas como sejam "insuficiente financiamento em I&D" e "desalinhamento entre a política de investigação e investigação efectuadas"
  • 80% dos entrevistados acreditam que será necessária a cooperação a nível europeu para o desenvolvimento e adopção de cuidados de saúde personalizados

*publicada em Abril de 2010, veja o resumo aqui

Comentários

Faça o seu comentário

persodia.org

Invista 3 minutos por dia em informação / formação útil: indique o e-mail para onde serão enviadas as actualizações: