O que espera de testes de despiste a 350 euros ?

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

A Exact Sciences anunciou agora o seu teste molecular para detecção precoce de cancro do colon.

Tal como o da Epigenomics , o do CGC Genetics do Porto, o da Abbott / Celera e o da Infogene (aqui), este teste detecta metilação de DNA uma característica que silencia genes. O teste da Exact Sciences incorpora propriedade intelectual da belga OncoMethylome Biomarkers (renomeada para MDxHealth) e apresenta uma elevada eficiência (especificidade x sensibilidade) em amostras de fezes sendo por isso

Quem introduz inovação mais rapidamente ?

Depressa nem sempre é melhor mas em marketing ser primeiro faz toda a diferença. A maior parte das notícias que vos trago aqui e comento são de LDTs (Laboratory Developed Tests). Nos Estados Unidos (e em Portugal) é relativamente simples montar um novo teste fazendo uso de informação publicada em pequenos estudos, detendo ou não licenças de propriedade intelectual.

O negócio consiste me montar um novo testes "homebrew" valida-lo internamente técnica e clinicamente e oferecer os serviços à comunicade médica e aos outros laboratório, e não os kits como faz a indústria do diagnóstico IVD.

Um exemplo é a Predictive Biosciences

Porque que é que as farmácias investem em biomarcadores?

A Saúde personalizada tem uma componente muito visível que é frequentemente referida como uma barreira à adopção: quem paga os testes / biomarcadores. Em geral assume-se que se os benefícios forem evidentes e os custos dos testes inferiores aos benefícios tudo se arranjará mas a realidade é mais dura: há inúmeras inovações em Saúde que não passam disso mesmo por não haver um modelo de negócio associado que seja rentável para os stakeholders.

Em Portugal, os testes Her2 para o cancro da mama são pagos pelo Serviço de Saúde ainda que com algum apoio da Roche. Existem outros casos menos conhecidos em que as farmacêuticas assumem os custos dos biomarcadores necessário para identificar doentes ou classificar as patologias. Mas com a generalização do modelo quem irá pagar ?

Roche apresenta pipeline em saúde personalizada

O CEO da Roche, Severin Schwan, apresentou na semana passada um diapositivo interessante sobre o pipeline da Roche em Saúde Personalizada.


A Roche anuncia 6 projectos concretos de companion diagnostics e tratamentos personalizados dirigidos a populações de pacientes seleccionadas por biomarcadores nas áreas de:

  1. cancro da mama (2)
  2. hepatite C
  3. cancro do pulmão
  4. asma
  5. melanoma

Apesar de serem ainda projectos de desenvolvimento,

Mudança de paradigma: quase metade dos medicamentos em desenvolvimento são personalizados

A Medicinina Personalizada tem um papel crescente no conjunto de medicamento em desenvolvimento. Um estudo académico publicado há dias revela que quase metade dos medicamentos fazem uso de biomarcadores para fins variados. No sumário do estudo, a única parte do mesmo de livre acesso, pode-se ler:

  • o desenvolvimento de medicamentos personalizados leva a que as empresas mudassem os seus paradigmas de I&D.
  • as empresas de desenvolvimento de medicamentos estão a fazer parcerias com universidades e empresas de dagnóstico de forma a avançarem em medicina personalizada
  • os biomarcadores são comum na fase de "descoberta" mas não são necessários para que uma molécula siga para a fase de desenvolvimento.
  • os biomarcadores são crescentemente usados para compreender melhor a resposta à terapêutica mas as empresas não podem usar esses dados para suportar as aprovações das agencias regulamentares.
  • as empresas de desenvolvimenbto de medicamentos dizem que os biomarcadores companion são necessários mas que não têm necessáriamente que constar na bula.

O que a Siemens e a Microsoft têm em comum ?

Sabe-se bem que a Siemens desenvolve software para várias indústrias, designadamente para a da Saúde. O solução informática instalada no Hospital da Luz é uma parte do case study mundial da Siemens que aquele Hospital constitui. A Microsoft é uma casa de software e, como todas as grandes empresas de informática (Google, Oracle, IBM), tem um olho na indústria da Saúde.



Ainda assim surpreende um pouco que a Siemens tenha feito uma apresentação de uma solução nova com a Microsoft aproveitando a ocasião da feira Medica em Dusseldorf. De facto, ...

Roche muda de estratégia de biomarcadores em cancro do pulmão

A Roche anunciou ontem que chegou a acordo com a Genzyme para obter uma sub-licença de utilização de propriedade intelectual necessária para o desenvolvimebto do seu próprio teste de detecção de mutações activadoras do oncogéne EGFR (epidermal growth factor receptor) por vezes denominado HER-1.



Esta mutações são relevantes em vários tipos de cancro e são alvos terapêuticos específicos em cancro do pulmão de células não pequenas, um dos tipos de cancro mais frequentes e fulminantes.

Ora esta notícia constitui uma mudança importante a dois níveis:

Siemens apresenta inovação 2 em 1

A Siemens apresentou no passado dia 19 o primeiro aparelho de diagnóstico por imagem que integra ressonância magnética com tomografia por emmissão de positrões. A empresa anuncia que resolveu as dificuldades técnicas até agora existentes e apresentou os benefício principal:
num único procedimento consegue-se obter imagens extraordinárias ao nível morfológico e funcional aliadas com detalhes ao nível da actividade e metabolismo celular.

Segundo a empresa, esta tecnologia é a uma inovação que permitirá avançar a medicina personalizada. O inovador sistema é uma ferramenta valiosa para a identificação de doenças neurológicas, oncológicas e cardíacas suportando assim o planeamento de terapêuticas adequadas a cada caso.

A jeito de comentário, ...

Conceito interessante em Artrite Reumatóide

terça-feira, 9 de novembro de 2010

O laboratório americano Crescendo Bioscience anunciou ontem o lançamento comercial de um teste denominado Vectra DA que categoriza como o primeiro biomarcador multiparamétrico para auxiliar na gestão de doentes com artrite reumatóide.

O teste, denominado Vectra DA, é um indicador de actividade da doença que complementa os seus sinais clínicos habituais. Com base neste indicador a empresa propôe fazer-se um teste que defina a baseline da doença antes de se iniciar a terapêutica; um novo teste efectuado posteriormente permite avaliar a eficácia da terapêutica e fornecer dados para uma melhor personalização da mesma a cada doente.

Estas boas notícias são diminuídas pelo facto de:

Startup de Coimbra lança teste que promete mais eficiência na detecção precoce do cancro colorectal

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

A Infogene, startup de prestação de serviços laboratoriais baseada no Instituto Pedro Nunes em Coimbra, anunciou recentemente que está apta a prestar serviços laboratoriais para despiste precoce do cancro colorectal, Oncoalert (ver reportagem TV aqui).

Segundo Rui Nobre, Doutorado em Ciências e Tecnologias da Saúde e um dos fundadores da empresa, Para tal, a empresa conta já com a colaboração das Clínicas Plena Saúde para a recolha de sangue nos distritos de Coimbra e Aveiro (link ) e, a curto prazo, pretende estender a colheita a todo o território nacional.

Segundo Rui Nobre, o serviço OncoAlert surgiu do esforço conjunto e colaboração entre a Infogene, a a Epigenomics e vários institutos de investigação europeus e norte-americanos. À Infogene coube a tarefa de optimizar e validar todo o protocolo experimental desenvolvido de detecção de ADN tumoral no sangue para uma plataforma específica de PCR em tempo real. O serviço já foi lançado no mercado, custa 249 euros e possui uma sensibilidade de 70% e especificidade de 90%. Para saber tudo acerca deste novo serviço, basta

O que é melhor, História Familiar ou Informação Genómica ?

sábado, 6 de novembro de 2010

As duas ! De acordo com um estudo recentemente anunciado pela American Society of Human Genetics uma boa história familiar acrescenta mais informação acerca do indíviduo do que as tecnologia genómicas que estão hoje ao dispor das pessoas. Considera a ASHG que a história familiar é assim o método de referência mas que o ideal é ter ambas as informações. O estudo parece não ter sido ainda revisto e é relativamente pequeno. webcast

Entre outras recomendações destaco:

Predição de Doença de Alzheimer: novo biomarcador com potencial utilidade em fases pré-clínicas

YKL-40: A Novel Prognostic Fluid Biomarker for Preclinical Alzheimer's Disease
Rebecca Craig-Schapiroa, Richard J. Perrinbc, Catherine M. Roead, Chengjie Xiongde, Deborah Carterc, Nigel J. Cairnsabcdf, Mark A. Mintunadg, Elaine R. Peskindkl, Ge Lil, Douglas R. Galaskom, Christopher M. Clarkno, Joseph F. Quinnp, Gina D'Angelode, James P. Maloneij, R. Reid Townsendij, John C. Morrisacd, Anne M. Faganadf, David M. Holtzman

Genoma Pessoal - você quer mesmo conhecer o seu DNA ?

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Sendo este um espaço de Saúde Personalizada hesitei se havia de escrever sobre Genoma Pessoal. Sabe porquê?

A permissa que conhecer o genôma humano iria permitir toda uma série de soluções terapêuticas originou uma corrida científica e tecnológica. O genôma humano foi publicado já a algum tempo fruto de uma empreitada de sequenciação de ácidos nucleicos e a evolução tecnológica veio permitir acelerar, simplificar e embaratecer o processo de descodificação do DNA individual.

Hoje pelo menos 3 empresas que oferecem serviços de "genôma pessoal" (23andMe, deCode, Navigenics). Não fazem a sequenciação da totalidade do genôma pessoal, o que é ainda um processo longo, mas comparam quantidades enormes de dados genéticos entre a pessoa em estudo e o genôma de referência. Os relatórios destes testes são vastos e proporcionam informação que consiste essencialmente em

persodia.org

Invista 3 minutos por dia em informação / formação útil: indique o e-mail para onde serão enviadas as actualizações: